Seguidores

domingo, 23 de agosto de 2015

Texto - Educação Religiosa



Gratidão

O homem por detrás do balcão olhava a rua de forma distraída.
Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrine.Os olhos da cor do céu, brilhavam quando viu um determinado objeto. Entrou na loja e pediu para ver o colar de turquesa azul.
- É para minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito? - Diz ela.
O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou: 
- Quanto de dinheiro você tem? 
Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e feliz, disse: 
- Isso dá? 
Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa. 
- Sabe, quero dar este presente para minha irmã mais velha. Desde que morreu
nossa mãe ela cuida da gente e não tem tempo para ela. É aniversário dela e tenho certeza que ficará feliz com o colar que é da cor de seus olhos.
O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.
            - Tome!, disse para a garota. Leve com cuidado.
            Ela saiu feliz saltitando pela rua abaixo.
             Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis adentrou a loja. Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:
            - Este colar foi comprado aqui? 
            - Sim senhora. 
            - E quanto custou? 
            - Ah!, falou o dono da loja. O preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente. 
            A moça continuou: 
            - Mas minha irmã tinha somente algumas moedas! O colar é verdadeiro, não é? 
Ela não teria dinheiro para pagá-lo! 
            O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e o devolveu à jovem. 
            - Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar.
            ELA DEU TUDO O QUE TINHA. 
            O silêncio encheu a pequena loja e duas lágrimas rolaram pela face  emocionada da jovem enquanto suas mãos tomavam o pequeno embrulho.





·         "Verdadeira doação é dar-se por inteiro, sem restrições. 
·         Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura. 
·         Seja sempre grato, mas não espere pelo reconhecimento de ninguém.
·         Gratidão com amor não apenas aquece quem recebe, como reconforta quem oferece." 

textos com interpretação



Título: A aposta.


             Amélia é uma velhinha muito ativa e trabalhadeira. Um dia ela entrou no ônibus carregando uma cesta. O cobrador ouviu um barulho e perguntou-lhe:
     — A senhora está levando uma galinha na cesta?
     Amélia pensou, pensou e respondeu:
     — Hum... Galinha? Não... Não há galinha nenhuma na cesta.
     O cobrador insistiu tanto que Amélia resolveu fazer uma aposta:
             — Senhor cobrador, se for galinha, eu desço agora do ônibus... Se não for, eu viajo de graça.
     — Muito bem! – disse o cobrador confiante. – Concordo!
             Amélia, então, levantou a tampa da cesta e um galo de crista bem vermelhinha cantou satisfeito:
     — Cocorocó!...
     — Viu só? Eu não disse que não era galinha?!
     O cobrador riu e deixou a velhinha viajar de graça.
                                                                           Luciana M. M. Passos. Adaptação de conto popular.
1.Responda:

     a) Qual o nome do personagem principal?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
   
     b) Qual a profissão do outro personagem?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

     c) Quantos parágrafos têm esse texto?
_____________________________________________________________________________________
   
     d) Onde se passa a história?
_____________________________________________________________________________________
    
     e) Escreva a sua opinião sobre Amélia, sobre o cobrador e sobre a situação vivida por eles na história.
____________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

     f) Você acha que é permitido carregar animais em veículo de transporte público? Por quê?
_____________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

     g) Você já presenciou uma situação como a da história dentro de um ônibus? Se a resposta for positiva, descreva como aconteceu!
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
      
2. Substitua as palavras em destaque por sinônimos tirados do texto:
    a) A velhinha é esperta.
_____________________________________________________________________________________
     b) O cobrador teimou.
_____________________________________________________________________________________
     c) — Muito bem! – disse o cobrador seguro.
______________________________________________________________________________

3. Escreva o antônimo das palavras abaixo:
a) barulho _________________________________________________________
b) desço __________________________________________________________
c) satisfeito ________________________________________________________
d) concordo ________________________________________________________


4. Escreva as palavras no plural:

a) nuvem __________________________________________________________
b) gás ____________________________________________________________
c) quintal __________________________________________________________
d) anel ____________________________________________________________

5. Reescreva as frases no singular:
a) Os girassóis estão cheios de formigas.
__________________________________________________________________
b) Os anéis enfeitam as mãos.
__________________________________________________________________
c) Os pires das xícaras são azuis.
__________________________________________________________________
d) Os cães dormem nos canis dos quintais.
__________________________________________________________________
6. Escreva as palavras no diminutivo:
a) amigo __________________________________________________________________
b) menina __________________________________________________________________
c) irmão __________________________________________________________________
d) chinelo __________________________________________________________________

7. Escreva as palavras no aumentativo:

a) sofá ____________________________________________________________
b) tatu ____________________________________________________________
c) boca ___________________________________________________________
d) barca ___________________________________________________________

8. Se a palavra estiver no feminino, reescreva-a no masculino. Se a palavra estiver no masculino, reescreva-a no feminino:
a) irmão ___________________________________________________________
b) imperatriz _______________________________________________________
c) rei _____________________________________________________________
d) cão ____________________________________________________________

9. Complete as frases com “cumprimento(s)”, “comprimento”, “sexta” ou “cesta”:

a) Chapeuzinho Vermelho levava uma _________________ de frutas para a vovó.
b) Os noivos receberão os ___________________________ na Igreja.
c) Luiza é a _________________________________ aluna da fila.
d) O que importa é o _____________________________ do nosso dever.
e) A parede tinha dois metros de __________________________.

10. Substitua as locuções adjetivas pelos adjetivos equivalentes:
a) amor de mãe _________________________________________________________________
b) rosto de anjo _________________________________________________________________
c) proteção de pai _______________________________________________________________
d) azul do céu __________________________________________________________________
e) aula de noite _________________________________________________________________


O rato do campo e o rato da cidade




 

 "Era uma vez um rato que morava na cidade que foi visitar um primo que vivia no campo." O rato do campo era um pouco arrogante, mas gostava muito do primo e recebeu-o com muita satisfação. Ofereceu-lhe o que tinha de melhor: feijão, toucinho, pão e queijo. O rato da cidade torceu o nariz e disse:- Não posso entender primo, como consegues viver com estes pobres alimentos. Naturalmente, aqui no campo, é difícil obter coisa melhor. Vem comigo e eu te mostrarei como se vive na cidade. Depois que passares lá uma semana ficarás admirado de ter suportado a vida no campo.
Os dois puseram-se, então, a caminho. já era noite quando chegaram à casa do rato da cidade. - Certamente que gostarás de tomar um refresco, após esta caminhada, disse ele polidamente ao primo. Conduziu-o até à sala de jantar, onde encontraram os restos de uma grande festa. Puseram-se a comer geleias e bolos deliciosos. De repente, ouviram rosnados e latidos. - O que é isto? Perguntou assustado, o rato do campo. - São, simplesmente, os cães da casa, respondeu o da cidade. - Simplesmente? Não gosto desta música, durante o meu jantar.             
Neste momento, a porta abriu-se e apareceram dois enormes cães. Os ratos tiveram que fugir a toda pressa. - Adeus, primo, disse o rato do campo. Vou voltar para minha casa no campo. - Já vais tão cedo? Perguntou o da cidade. - Sim, já vou e não pretendo voltar, concluiu o primeiro.

Moral da história:
Mais vale uma vida modesta com paz e sossego que todo o luxo do mundo com perigos e preocupações.

1.    Português
1.    Assinale abaixo qual é o gênero textual do texto que você leu:

(  ) Notícia (  ) Fábula (  ) Haicai (  ) Reportagem


a.       Escreva como você chegou à conclusão acima:
2.            Identifique as características dos personagens da história:

Rato do campo
Rato da cidade





Como o rato do campo recebeu o primo em sua casa?


4.            Como era a vida do rato da cidade?

5.            A moral indica que:
(  ) Você tem que ser educado com seus parentes.
(  ) Mais vale o pouco certo, do que o muito duvidoso.
(  ) Se você não correr perigo, nada valerá a pena.
(   ) Se você é rico não pode conversar com os pobres.


a.            Com suas palavras explique o que significa a moral desta história:





Quem  tem  medo  de  aranha?
                A maior parte das pessoas tem pavor de aranhas. Mas não é uma magrinha. Em geral só temos medo daquelas aranhas enormes e bem peludas. Sorte das pequenas e azar nosso.
            Muito usadas nos filmes de terror, as aranhas peludas, como a caranguejeira, e o escorpião ganharam fama de maus. Pois saiba que as aranhas mais venenosas e cuja picada pode trazer problemas para você são as pequenas. E o escorpião, ao contrário do que divulga só ataca quando é machucado. Um pisão, por exemplo.
            A caranguejeira não possui um veneno potente, capaz de fazer mal  ao ser humano. O escorpião possui veneno mais  tóxico que  o da aranha. Sua picada causa muita dor e inchaço. O soro contra a picada do escorpião é o antiescorpiônico ou antiaracnídeo.
  Revista  Zá
Caranguejeira  é  um  tipo  de  :
a)(   )  escorpião
b)(   ) caranguejo
c)(   )  aranha           
d)(   ) soro

Leia:”O  escorpião  possui  veneno mais tóxico  que  o  da  aranha. Sua picada  causa muita  dor  e  inchaço.”  A  palavra  “sua”  refere-se:

a)(   ) ao  escorpião
b)(   ) ao  veneno
c)(   ) à  aranha
d)(   ) ao  tóxico

O  objetivo  do  texto  é  informar  sobre:

a)(    ) como  cuidar de  aranhas  e  escorpiões.
b)(   ) o  veneno  das  aranhas  e  dos  escorpiões.
c)(   ) os  animais  utilizados  em  filmes  de  terror.
d)(   ) como  vivem  as  aranhas  e  os  escorpiões.